BIM

Plataforma BIM foi desenvolvida especificamente para projetos, traz muitas ferramentas direcionadas para o desenho da edificação. Com um único programa é possível estudar os volumes do empreendimento, desenhos técnicos, analises de conforto térmico da edificação, gerar tabelas quantitativas, detalhamentos e criar uma apresentação com perspectiva.

bim1

Em uma plataforma BIM, desde o primeiro momento, o projeto é criado em 3D. As paredes, por exemplo, são criadas como volumes associando os materiais que irão compô-la paralelamente obtemos quantidade de tijolos, o volume de reboco e a área de pintura que estas paredes irão consumir. Se um custo for adicionado a estes materiais, têm-se então o orçamento sendo criado simultaneamente ao projeto. Os materiais que compõe os elementos do projeto possuem propriedades gráficas que serão mostradas automaticamente, de diversas maneiras, quando estes elementos forem vistos em planta, corte, elevação, 3D. Como as diversas vistas criadas a partir de um único modelo, há significativa diminuição de erros de projeto, como, por exemplo, discrepâncias entre uma planta e um corte. Após concluído o modelo, se todos os materiais tiverem associados, a apresentação do projeto pode ser complementada com perspectivas renderizadas dentro do próprio programa, sem a necessidade de migração entre plataformas.

Autodesk-Revit-Architeture-01

A busca pela implantação de Softwares com a tecnologia BIM vem crescendo, pois os profissionais da área estão percebendo que o uso do BIM proporciona quantificação automática, precisa e, consequentemente, redução da variabilidade na orçamentação, aumentando assim a sua velocidade e permitindo a exploração de mais alternativas de projeto. Dessa forma, proporcionar respostas aos gerentes de maneira rápida, precisa e de fácil entendimento, possibilitando uma maior variabilidade para controle das ações no dimensionamento dos recursos necessários à execução da obra.

VANTAGENS DO BIM:

  • Maior facilidade para analises;
  • Melhores soluções construtivas;
  • Análise de absorção da radiação solar;
  • Análise do desempenho energético;
  • Adequação aos requisitos legais;
  • Maior precisão e confiabilidade no projeto;
  • Menores perdas de recursos naturais;
  • Menor impacto da obra;

Pesquisa online desenvolvida pela Editora PINI, 2013, sobre o uso do BIM nas áreas de construção e projetos, mostrou que mais de 90% dos 588 respondentes pretende utilizar a tecnologia nos próximos cinco anos.


Texto escrito por:
Fernanda Schmitd Villaschi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *